Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

MORRER PARA NÓS MESMOS

"Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças.” (Filipenses 4,6)
Não devemos estar ansiosos demais por coisa alguma. Se sua vida EMOCIONAL, FAMILIAR, FINANCEIRA ou ESPIRITUAL, necessita de uma intervenção do Senhor, basta pedir com sinceridade. Mais você precisa ter clareza que o socorro virá de Deus, no tempo de Deus. DESCANSE NELE! Confie mais e exercite o dom da paciência. 
Mais é bom lembrar que para Deus agir por completo no nosso interior e necessario algumas RENUNCIAS. Queremos receber o muito de Deus mas não estamos dispostos a entregar o nosso tudo. Precisamos experimentar renunciar. Dói, é difícil mas é necessário. Não podemos amar mais o mundo e tudo o que nele há. Deus quer ser o centro da nossa vida. Para vencer, precisamos experimentar MORRER PARA NÓS MESMOS e VIVER PARA CRISTO.

Cristo não tem mãos

Uma forma simples de entregar seu coração a Jesus
Jesus, Tu não tens mãos. Tens apenas nossas mãos para construir um mundo no qual reine a justiça.
Jesus, não tens pés. Tens apenas nossos pés para por em marcha a liberdade e o amor.
Jesus, não tens lábios. Tens apenas nossos lábios para anunciar ao mundo a Boa Nova aos povos.
Jesus, não tens meios. Tens apenas nossa ação para fazer que todos sejam irmãos.
Jesus, nós somos o teu Evangelho, o único Evangelho que as pessoas podem ler, quando nossas vidas são obras e palavras eficazes.
Jesus, dá-nos teu amor e tua força para seguir teus passos e dar-te a conhecer a todas as pessoas que nos cercam.
http://pt.aleteia.org/2016/04/28/cristo-nao-tem-maos/?utm_campaign=NL_pt&utm_source=daily_newsletter&utm_medium=mail&utm_content=NL_pt-Apr%2028,%202016%2008:01%20am

A oração diária que pode mudar sua vida

Como uma antiga prática espiritual chamada Exame Diário pode transformar seus
Os meus dias parecem voar; reuniões de trabalho, lavanderia, refeições congeladas, projetos independentes, e-mails, supermercado. Tem dias que eu não tenho tempo nem para pensar. Eu tento esculpir o tempo para ler e escrever de manhã – mas muitas vezes eu desperdiço esta hora extra vasculhando o Facebook. Então eu dou um empurrão em mim mesma para fazer melhor no dia seguinte. Eu sei que não estou sozinha. Muitos de nós estão vivendo no piloto automático, indo de uma tarefa urgente a outra, não permitindo a nós mesmos o tempo ou espaço de contemplação, ou a destruir o nosso tempo extra em coisas sem importância. A poetisa Mary Oliver escreveu: “Diga-me, o que é que você pretende fazer com sua selvagem e preciosa vida?”. Às vezes, penso eu, é isso? Será que vou ter 80 anos e perceber que a minha vida tem sido apenas um rascunho de atividades? Aprender com os santos Eu nunca prestei muita atenção na vida dos sa…

A imagem de Maria que derrotou o terremoto no Equador: milagre ou deboche?

Ela permaneceu intacta em meio aos escombros e virou ícone de consolação – e indignação
A foto deu voltas ao mundo: uma delicada urna de vidro com a imagem de Nossa Senhora da Luz permaneceu intacta depois do violento terremoto de 7,8 graus que golpeou o Equador neste último 16 de abril. Tudo na cena é destruição; menos ela, que se mantém inteira, firme e majestosa sobre os escombros. A foto que circula nas redes sociais foi tirada na escola Leonie Aviat, da paróquia de Tarqui, em Manta, uma das regiões mais afetadas pelo sismo devastador. A escola veio abaixo. Como foi que uma imagem tão delicada de Maria pôde resistir a um terremoto? Para muitas das pessoas que comentaram o fato nas redes sociais, trata-se de um ícone de consolação, esperança e renovação diante de um panorama de ruína, morte e sofrimento. Em vários comentários, fala-se até em milagre de Nossa Senhora. Para outros internautas, no entanto, o acontecimento não passa de mero acaso – e de um acaso muito infeliz, quase um …

Realmente precisamos de Maria para a nossa salvação?

A resposta a esta pergunta pode surpreender você Uma reflexão de São Luís Maria Grignion de Montfort: Sendo a Santíssima Virgem necessária a Deus, duma necessidade que se chama hipotética, em consequência da Vontade Divina, é preciso concluir que Ela é muito mais necessária aos homens para alcançarem o seu fim último. Em razão disto não se deve confundir a Devoção à Santíssima Virgem com a devoção aos outros Santos, como se Ela não fosse muito mais necessária, e fosse apenas de superrogação, isto é, um acréscimo. Baseados na opinião dos Padres da Igreja (entre outros, de Santo Agostinho, Santo Efrém, diácono de Edessa, São Cirilo de Jerusalém, São Germano de Constantinopla, São João Damasceno, Santo Anselmo, São Bernardo, São Bernardino, São Tomás e São Boaventura), o douto e piedoso Suarez, da Companhia de Jesus, o sábio e devoto Justo Lípsio, doutor de Lovaina, e vários outros provaram, de maneira incontestável, que a Devoção à Santíssima Virgem é necessária para a salvação. Provaram a…

A milagrosa história de Nossa Senhora dos Desamparados

Apesar dos exames realizados, até hoje não se sabe de que material foi esculpida a imagem, atribuída aos anjos

Valência, no leste da Espanha, às margens do Mar Mediterrâneo, é uma cidade carregada de história. Ela foi invadida pelos muçulmanos no fim do século XI e reconquistada pelo grande herói Cid Campeador, que foi seu soberano e ali faleceu. Em Valência nasceu o extraordinário São Vicente Ferrer, que lutou contra a decadência da Idade Média com tal vigor e eloquência que foi chamado de Anjo do Apocalipse. A padroeira de Valência é Nossa Senhora dos Desamparados, cuja belíssima história é, em breves traços, a seguinte: No início do século XV – quando ainda vivia o grande São Vicente Ferrer – foi fundada em Valência a Confraria dos Desamparados. Ela visava socorrer os doentes e dar digna sepultura aos cadáveres abandonados nos campos. O principal inspirador foi o Beato Padre Jofré. A confraria era composta sobretudo de artesãos, mas chegou a ter entre seus membros também duques, marque…

UM TESTEMUNHO VERÍDICO SOBRE O TERÇO.

Veja a humildade de uma devota de Maria Santíssima.
Havia uma senhora muito simples que vendia verduras na vizinhança. Certo dia, Tia Joana, conhecida por toda vizinhança, foi vender suas verduras na casa de um protestante e perdeu o terço no jardim da casa dele. Passados alguns dias, Joana voltou novamente àquela casa.  O protestante veio logo zombar da Tia Joana, e dizia para ela: - "Você perdeu o seu Deus"?  Ela humildemente respondeu: - "Eu, perder o meu Deus? Nunca"! Ele, então, pegou o terço e disse: - "Não é este o seu Deus? Ela humildemente respondeu: - "Graças a Deus o senhor encontrou o meu terço. Muito obrigada".  Ele disse: - "Por que você não troca este cordão com estas sementinhas pela Bíblia?" Ela disse: -"Porque a Bíblia não sei ler, e com o terço eu medito toda a Palavra de Deus e a guardo no coração." Ele disse: -"Medita a Palavra de Deus?"Como assim? Poderia me dizer?  Respondeu Tia Joana, pegando o te…

O meu pecado não diz quem eu sou!

Sou mais do que o meu pecado…“Este povo somente me honra com os lábios; seu coração, porém, está longe de mim.” (Mt 15,8) Há muito tempo Deus vem falando ao meu coração sobre Judas Iscariotes. Porque é difícil de entender o que realmente aconteceu com ele, é difícil termos a compreensão de qual foi o momento em que ele decidiu não mais seguir Jesus… Sabe, o que tenho aprendido neste tempo é: Não foi propriamente o pecado de Judas que o levou a se suicidar, e nem mesmo foi o pecado dele que fez com que as consequências do seu erro fossem irreparáveis. Tenho no meu coração, que mesmo que Judas entregasse Jesus, mas tivesse realmente se arrependido e voltado atrás, Jesus o teria perdoado, ainda que Jesus fosse crucificado… Mas o problema foi que o coração de Judas com o tempo, foi se afastando do coração de Jesus. Jesus por mais que falasse e caminhasse em direção a Judas, o coração de Judas estava fechado às Palavras de Jesus… E realmente é isso que mais me impressiona!!! Judas caminhava c…

Oração pelo meu marido

Para rezar com fé e serenidade

Senhor, Tu que conheces os corações
e o que há no profundo de cada alma,
hoje quero orar pelo meu esposo,
o homem a quem amo,
o homem a quem escolhi graças a Ti
para que fosse meu companheiro
e meu melhor amigo,
aquele a quem preferi e escolhi
entre as páginas da minha vida. Quero te pedir pelo coração do meu marido, Senhor:
olha para ele com ternura e cura suas feridas mais profundas,
cura sua memória de lembranças dolorosas,
dá-lhe sempre um sorriso renovado.
Enche seu coração de amor,
para que suas palavras e gestos transmitam
aos que estão ao seu redor a companhia
e a segurança de que tanto precisam. Fortalece suas mãos para que
seu trabalho seja digno e bom;
guia seus pensamentos para que
seus passos sejam abençoados.
Não afastes tua mirada do meu esposo,
para que ele se sinta sempre amado por Ti.
Leva-o à fonte do teu amor quando ele se afastar. Que nossos filhos descubram nele
um modelo de amor e doação;
que aprendam com ele o valor
do trabalho e da fidelidade;
que pelas…

“Truque” para rezar (e viver) o terço mais intensamente

Acredite: você nunca mais vai rezar o terço de maneira monótona depois de ler isso
Como católico, confesso que Maria é o meu ponto fraco. Sempre que preciso pedir reforços para alcançar graças do céu, Ela é sem dúvida minha mediadora favorita. Mesmo sendo capaz de conceber perfeitamente em minha mente que Maria é um ser humano como seu, às vezes no meu coração sinto como se ela estivesse em uma categoria muitíssimo superior à minha, e é difícil imaginar como Ela poderia entender o que acontece no meu dia a dia. O terço já me confortou enormemente em incontáveis momentos de intenso sofrimento, mas também já me deu a sensação de estar, às vezes, muito distante de Maria. Graças a Deus, como sou um hipster católico em busca constante das esquisitices mais alucinantes da nossa fé, acabei encontrando uma oração meditativa alternativa que significou para mim um giro de 180 graus: o Terço Servita ou Terço das Sete Dores – era justamente aquilo de que eu precisava! Este terço tem sua origem n…

As exigências do Pai-Nosso

Crer que Deus é nosso Pai tem consequências enormes para toda a nossa vida, e exige de nós algumas atitudes
Sabemos que esta é a “Oração perfeita”, pois saiu do coração de Jesus quando um dos discípulos pediu-lhe que os ensinassem a rezar (Lc 11,1). São sete pedidos perfeitos ao Pai. Saudamos a Deus como Pai – uma ousadia de amor – e lhe fazemos três pedidos para a Sua Glória e realização de Sua santa vontade, e mais quatro pedidos para nossas necessidades. O Pai-Nosso é o resumo de todo o Evangelho, como disse Santo Agostinho, “Percorrei todas as orações que se encontram nas Escrituras, e eu não creio que possais encontrar nelas algo que não esteja incluído na Oração do Senhor”. No Sermão da Montanha e no Pai-Nosso a Igreja ensina que o Espírito Santo dá forma nova aos nossos desejos, o que anima a nossa vida. De um lado Jesus nos ensina uma “vida nova”, por palavras, e por outro lado nos ensina a pedi-la ao Pai na oração, para a podermos viver. É a oração dos filhos de Deus, que de…

Quem?

Quem transpassou o coração de Santa Teresa D'Avila, quem converteu Santo Agostinho, quem encantou Santa Teresinha do Menino Jesus, o que extasiou São João da Cruz, quem inflamou São Francisco?
Quem é Aquele que fez o rico São Francisco se tornar pobre, a linda Santa Clara se enclausurar, São João da Cruz suportar a mais densa das noites escuras? Quem é que roubou o coração de Santa Teresinha do Menino Jesus, ainda quando criança? Quem fez com que Juan Sanches aos 14 anos de idade se entregasse ao martírio? E quem fez com que outro Juan, esse espanhol, aos 24 anos de idade, tivesse os órgãos genitais cortados, com um machado cortado o seu estômago e com gasolina atearam fogo, ainda vivo? Quem inspirou todos eles? Quem seduziu Maria Goreth, de forma que preferisse morrer do que se submeter a outro homem? Quem seduziu Santa Ágata de tal forma que não submeteu as riquezas do rei, e depois de ter os seios cortados e sofrido torturas sem fim, dizia 'Não – não poderá haver tortura, po…

Sobre ir ou não a missa

Vejam que pergunta boa e resposta melhor ainda!
Fernanda - Joinville/SC
Fernanda Pergunta: Olá  Pe. sua benção! Estou com uma dúvida e penso que você poderá me ajudar. É preciso ir todo domingo ou final de semana à missa? Eu não tenho conseguido ir e minha mãe fala que é errado, porém eu penso que não adianta eu ir todos os finais de semana se não estiver bem para receber o corpo de Jesus. Gostaria de uma resposta, pois isso tem me intrigado muito! Um abraço, que Deus o abençoe.
Pe. Cido Responde: Fernanda, se você entende que ir à missa todos os domingos é uma obrigação, não vá. Se você entende que ir à missa todos os domingos é bobagem, não vá. Se você entende que ir à missa todos o domingos é muito chato, não vá. Se você entende que ir à missa aos domingos é perda de tempo não vá. Se você entende que não ir à missa aos domingos não é pecado, não vá.  Vá à missa todos os domingos, Fernanda, somente nas circunstâncias abaixo: quando você entender que ir à missa é uma resposta de amor a De…

Reflexões de um médico sobre o aborto e o direito de viver

A oficialização do aborto nada resolve. Ele não é causa, mas consequência.

Como sempre – mas, hoje, muito mais do que antes -, a consciência atual, despertada pela insensibilidade e pela indiferença do mundo tecnicista, começa, pouco a pouco, a se reencontrar com a mais primária e indeclinável de suas normas: o respeito pela vida humana. Até mesmo nos momentos mais graves, quando tudo parece perdido, dadas as condições mais excepcionais e precárias como nos conflitos internacionais, na hora em que o direito da força se instala, negando o próprio Direito, e quando tudo é paradoxal e estranho -, ainda assim o bem da vida é de tal grandeza que a intuição humana tenta protegê-lo contra a insânia coletiva, criando-se regras de conduta que impeçam a prática de crueldades inúteis e degradantes. Quando a paz passa a ser apenas um momento entre dois tumultos, o homem – o Cristo da sociedade de hoje – tenta encontrar nos céus do amanhã uma aurora de salvação. A ciência, de forma desesperada, c…

Como os anjos compuseram o “Regina Coeli”:

Era o ano 590, em Roma. Já devastada por um transbordamento do Tibre, que havia alagado a cidade reduzindo-a à fome, irrompeu uma terrível peste. Para aplacar a cólera divina, o Papa S. Gregório Magno ordenou uma litania septiforme. Isto é, uma procissão geral do clero e da população romana, formada por sete cortejos que confluíram para a Basílica Vaticana. Enquanto a grande multidão caminhava pela cidade, a pestilência chegou a um tal furor, que no breve espaço de uma hora oitenta pessoas caíram mortas ao chão. Mas S. Gregório não cessou um instante de exortar o povo para que continuasse a rezar, e que diante do cortejo fosse levado o quadro da Virgem que chora, do Ara Coeli, pintado pelo evangelista S. Lucas. Fato maravilhoso: à medida que a imagem avançava, a área se tornava mais sã e limpa à sua passagem, e os miasmas da peste se dissolviam. Junto da ponte que une a cidade ao castelo, inesperadamente ouviu-se um coro que cantava, por cima da sagrada imagem: “Regina Coeli, laetare, Allel…