Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Santa Catarina de Sena

Neste dia, celebramos a vida de uma das mulheres que marcaram profundamente a história da Igreja: Santa Catarina de Sena. Reconhecida como Doutora da Igreja, era de uma enorme e pobre família de Sena, na Itália, onde nasceu em 1347.

Voltada à oração, ao silêncio e à penitência, não se consagrou em uma congregação, mas continuou, no seu cotidiano dos serviços domésticos, a servir a Cristo e Sua Igreja, já que tudo o que fazia, oferecia pela salvação das almas. Através de cartas às autoridades, embora analfabeta e de frágil constituição física, conseguia mover homens para a reconciliação e paz como um gigante.

Dotada de dons místicos, recebeu espiritual e realmente as chagas do Cristo; além de manter uma profunda comunhão com Deus Pai, por meio da qual teve origem sua obra: "O Diálogo". Comungando também com a situação dos seus, ajudou-o em muito, socorrendo o povo italiano, que sofria com uma peste mortífera e com igual amor socorreu a Igreja que, com dois Papas, sofria cisão, …

Maria nas Liturgias Antigas

No cemitério de Priscila, em Roma, encontra-se uma sugestiva pintura em que esta representada uma cena litúrgica de tomada de hábito de uma virgem. Um bispo, sentado no trono, assistido de um diácono, impõe o véu a uma jovem colocada em pé diante dele, e lhe fala, indicando, com o dedo, Maria que se vê do outro lado da pintura, assentada e tendo nos braços o seu Filho. Trata-se, possivelmente, de propor como exemplo de virgindade a Mãe de Deus e, parece, o bispo pronuncia as palavras de Sto. Ambrósio: "Ó minha filha, tomai esta mesma como modelo" (Scaglia, op. cit. pág. 207). É uma simples cena litúrgica que nos diz ser bem antiga a cerimônia de tomada de hábito de uma religiosa, à qual Maria é apontada como um exemplo a seguir. Na história da liturgia cristã, encontramos indícios muito claros de que o culto a Nossa Senhora é muito antigo. Já foi observado que, nos primeiros séculos, os cristãos  se cautelavam em mostrar publicamente as honras devidas a Maria, por causa dos p…

A mais antiga oração Mariana

"À vossa proteção recorremos Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas Em nossas necessidades, Mas livrai-nos sempre de todos os perigos, Ó Virgem gloriosa e bendita!". A oração "Sub tuum praesidium" (À vossa proteção) é a mais antiga oração a Nossa Senhora que se conhece. Encontrada num fragmento de papiro, em 1927, no Egito, remonta ao século III. Tem uma excepcional importância histórica pela explícita referência ao tempo de perseguições dos cristãos (“Estamos na provação” e “Livrai-nos de todo perigo) e uma particular importância teológica por recorrer à intercessão de Maria invocada com o título de Theotókos (Mãe de Deus). Este título é o mais importante e belo da Virgem Santíssima. Já no século II era dirigido a Maria e foi objeto de definição conciliar em Éfeso em 431. O texto primitivo do qual derivam as diversas variações litúrgicas (copta, grega, ambrosiana e romana) é o seguinte: “Sob a asa da vossa misericórdia nós nos refugiamos, Theotókos; …

Santa Francisca Xavier Cabrini

Nasceu dia 15 de julho de 1850 em Sant'Angelo Lodigiano, Lombardia, Itália. Filha do agricultor Agustine Cabrini e de sua esposa Estella, era a última de treze filhos. No dia em que nasceu, um bando de pombos brancos sobrevoou a sua casa.Seu nome de batismo era Maria Francisca.
Quando pequena, Chiquinha (como era conhecida) gostava de brincar de barquinhos e de colher violetas. Quem a conheceu dizia que tinha pequena estatura e grande espírito. Recebeu uma educação no convento de Arluno e formou-se professora. Sua mãe rezava por uma hora antes de ir para a missa e ela seguia seu exemplo. Às vezes se refugiava num local onde sozinha podia rezar tranqüila.
Quando adolescente, era franzina e muito tímida. Mais tarde disse: "Quem diria que eu fui por tanto tempo tão tímida? Não ousava levantar os olhos, por medo de faltar a modéstia. Chegou o dia, porém, em que compreendi que na verdade devia tê-los bem aberto para o bem do Instituto. E nada mais pôde me intimidar&qu…

Santa Maria Egipcíaca, em oração se comprometeu a um caminho de conversão

Nasceu no Egito no século V, e com apenas 12 anos tomou a decisão de sair de casa, em busca dos prazeres da vida. Providencialmente, conheceu um grupo de cristãos peregrinos que ia para o Santo Sepulcro, e os acompanhou, apenas movida pelo interesse no passeio. Por três vezes quis entrar na Igreja, mas não conseguiu. E uma voz interior lhe fez perceber o quanto ela era escrava do pecado. Ela recorreu a Virgem Maria, representada numa imagem que ali estava, e em oração se comprometeu a um caminho de conversão. Ingressou na Igreja e saiu de seu sepulcro. Com a graça do Senhor ela pôde se arrepender e se propor a um caminho de purificação. Ela foi levada ao deserto de Judá, onde ficou por quarenta anos, e nas tentações recorria sempre a Virgem Maria. Perto de seu falecimento, padre Zózimo foi passar seus últimos dias também nesse deserto e a conheceu, levou-lhe a comunhão e ela faleceu numa sexta-feira. O padre ao encontrar seu corpo, enterrou-a como a santa havia pedido em um recado. Santa …

Maria Virgem Imaculada Mãe de Deus

Quem é essa mulher que aparece como a aurora, bonita como a lua, resplandescente como o sol? É um raio de luz que se aproxima docemente de um coração que se abre. A mão de Maria Santíssima vai semeando no corações abertos para ver nascer frutos luminosos, dignos do esplendor do céu.

Oh caminhantes que, como eu, ouviram a chamada desta Mãe tão carinhosa, deixem Maria orientar vossos pequenos corações para que possam arder cada vez mais de amor infinito.

Maria Santíssima, com Sua simples presença, emana uma Luz suave e cálida que faz com que os corações que se elevam para o amor infinito, se encham de serenidade e paz. Como o sol anuncia a manhã e ilumina o dia, peçamos à Maria que ilumine nossos caminhos e faça com que nossos corações, batendo junto ao Seu Coração, possa entender Seu amor Maternal.


Maria Santíssima é a Mãe que chama Chama porque é Mãe, Mãe de Jesus e nossa Mãe e ama Jesus entregando a Ele as nossas almas e nos ama doando Jesus a nós. Ânsias e delicadezas, alegrias e martír…

Ei-lo, o meu Servo será bem sucedido; sua ascensão será ao mais alto grau.

Ei-lo, o meu Servo será bem sucedido; sua ascensão será ao mais alto grau. Assim como muitos ficaram pasmados ao vê-lo – tão desfigurado ele estava que não parecia ser um homem ou ter aspecto humano – do mesmo modo ele espalhará sua fama entre os povos. Diante dele os reis se manterão em silêncio, vendo algo que nunca lhes foi narrado e conhecendo coisas que jamais ouviram. 

http://www.liturgiadashoras.org/

O Cordeiro imolado libertou-nos da morte para a vida

Da Homilia sobre a Páscoa, de Melitão de Sardes, bispo (N.65-71: SCh123,94-100) (Séc.II)

Muitas coisas foram preditas pelos profetas sobre o mistério da Páscoa, que é Cristo, a quem seja dada a glória pelos séculos dos séculos. Amém (Gl 1,5). Ele desceu dos céus à terra para curar a enfermidade do homem; revestiu-se da nossa natureza no seio da Virgem e se fez homem; tomou sobre si os sofrimentos do homem enfermo num corpo sujeito ao sofrimento, e destruiu as paixões da carne; seu espírito, que não pode morrer, matou a morte homicida. Foi levado como cordeiro e morto como ovelha; libertou-nos das seduções do mundo, como outrora tirou os israelitas do Egito; salvou-nos da escravidão do demônio, como outrora fez sair Israel das mãos do faraó; marcou nossas almas como sinal do seu Espírito e os nossos corpos com seu sangue. Foi ele que venceu a morte e confundiu o demônio, como outrora Moisés ao faraó. Foi ele que destruiu a iniquidade e condenou a injustiça à esterilidade, como Moisés ao Egi…

Com os olhos fixos em Jesus, empenhemo-nos no combate que nos é proposto

Irmãos: Rodeados como estamos por tamanha multidão de testemunhas, deixemos de lado o que nos pesa e o pecado que nos envolve. Empenhemo-nos com perseverança no combate que nos é proposto, com os olhos fixos em Jesus, que em nós começa e completa a obra da fé. Em vista da alegria que lhe foi proposta, suportou a cruz, não se importando com a infâmia, e assentou-se à direita do trono de Deus. Pensai pois naquele que enfrentou uma tal oposição por parte dos pecadores, para que não vos deixeis abater pelo desânimo. Vós ainda não resististes até ao sangue na vossa luta contra o pecado, e já esquecestes as palavras de encorajamento que vos foram dirigidas como a filhos: “Meu filho, não desprezes a educação do Senhor, não te desanimes quando ele te repreende; pois o Senhor corrige a quem ele ama e castiga a quem aceita como filho”. É para a vossa educação que sofreis, e é como filhos que Deus vos trata. Pois qual é o filho a quem o pai não corrige? Pelo contrário, se ficais fora da correção aplic…

Quem sou eu diante de Jesus?

O Papa Francisco deu início neste domingo aos ritos da Semana Santa, com a procissão de ramos, dia em que a Igreja recorda a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. E o fez entre ramos de oliveiras e palmas, trazidas por milhares de fiéis que vieram até a Praça São Pedro para participar da celebração eucarística. É o início da festa cristã que, ao longo de toda a semana e com diversos atos litúrgicos, celebrará a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. 

Na procissão pelo interior da Praça São Pedro, que deu início à celebração eucarística, Francisco foi precedido por jovens da Diocese de Roma e de todos os continentes, por cerca de 100 sacerdotes, bispos e cardeais que concelebram a Santa Missa.
Cerca de 3 mil ‘parmureli’ – folhas novas brancas de palmeira tramadas – foram usadas na Praça São Pedro. Seguindo uma antiga tradição, estes trabalhos artesanais com valor religioso e também ornamental, foram enviados de San Remo e de Bordighera, região da Ligúria, e foram entregues ao Santo Pad…

Ladainha de Nossa Senhoras das Dores

LADAINHA DE NOSSA SENHORAS DAS DORES 









A todos os fiéis que recitarem esta Ladainha acrescentando o Credo, a Salva Rainha e três Ave-Marias (mais confissão e comunhão) ao Coração Doloroso de Maria, nas sextas-feiras do ano, o Santo Padre Pio VIII concede indulgência plenária.
Senhor, tende piedade de nós 
Jesus Cristo, tende piedade de nós 
Senhor, tende piedade de nós 
Jesus Cristo, ouvi-nos 
Jesus Cristo, atendei-nos 
Deus, Pai dos céus, tende piedade de nós 
Deus, Filho Redentor do mundo, tende piedade de nós 
Deus, Espírito Santo, tende piedade de nós 
Santíssima Trindade que sois um só Deus, tende piedade de nós 
Santa Maria, rogai por nós 
Santa mãe de Deus, 
Santa Virgem das Virgens, 
Mãe do Crucificado, 
Mãe dolorosa, 
Mãe lacrimosa, 
Mãe aflita, 
Mãe desamparada, 
Mãe desolada, 
Mãe privada do filho, 
Mãe transpassada pela espada, 
Mãe nas dores imersa, 
Mãe cheia de angustias, 
Mãe com o coração à cruz cravada, 
Mãe tristíssima, 
Fonte de lágrimas, 
Cúmulo de sofrimentos, 
Espelho de paciência, 
Rocha de…

Traços de humildade

1. O primeiro traço da humildade é o modesto conceito de si mesmo
Vemo-la em Maria, conforme fala a supracitada revelação. Embora se visse mais enriquecida de  graças que os outros todos, nunca ela se julgou acima de quem quer que fosse. Ao contrário, teve  sempre modesta opinião de si mesma. Este é o sentido que, no parecer de Roberto, abade, têm as 
palavras dos Cânticos: Tu feriste meu coração, minha irmã, tu feriste meu coração com uma madeixa de teu pescoço (4, 9). O humilde conceito de si mesma foi o encanto com que Maria prendeu o coração de Deus. Não podia, é claro, a Santíssima Virgem julgar-se uma pecadora. Pois, na frase de S. Teresa, a humildade é a verdade, e Maria tinha consciência de nunca haver ofendido a Deus. Não é também que deixasse de confessar a preferência com que Deus lhe concedera maiores favores do que às demais criaturas. Para humilhar-se ainda mais, reconhece o coração do humilde as singulares dádivas do Senhor. A nítida compreensão da infinita grandeza e dig…

Cardeal François – Xavier Nguyên Van Thuân

Servo de Deus  Cardeal François – Xavier Nguyên Van Thuân 
ORAÇÃO 
Deus onipotente e eterno,  Pai, Filho e Espírito Santo,  dou-vos graças  por ter dado à Igreja  o testemunho heróico  do Cardeal François –Xavier Nguyên Van Thuân.  A experiência sofrida no cárcere,  vivida em união com Cristo crucificado  e sob a proteção materna de Maria,  gerou um testemunho resplandecente,  para a Igreja e o mundo,  de união e perdão,  de justiça e paz.  A sua pessoa amável  e o seu ministério episcopal  irradiaram a luz da fé,  o entusiasmo da esperança  e o calor da caridade.  Concedei-me agora, pela sua intercessão,  segundo a Vossa vontade,  a graça que eu imploro,  na esperança de vê-lo, o quanto antes,  elevado à honra dos altares. Amém. 
Com aprovação eclesiástica  + Giampaolo Crepaldi  16 de setembro de 2007 
Quem receber graças ou milagres, favor informar à Postulação pela Causa de beatificação junto ao Pontifício  Conselho “Justiça e Paz” – Palazzo San Calisto – 00120 Città del Vaticano.  http://www.iustitiaetpax.va/co…

Não há santo sem passado, nem pecador sem futuro

(Cardeal Van Thuan) Coração de Jesus inocentíssimo,
Em vosso corpo desfigurado e ensanguentado eu me revejo a mim mesmo no deplorável estado em que se acha a minha alma, coberta de culpas e ferida pela justiça do Pai celeste.
Jesus, não tenho tido compaixão convosco e vos tenho ofendido.
Perdoai-me hoje e continuais a ter compaixão de minha alma.
Pelas vossas dores e no vosso amor encontrarei sempre refúgio, conforto e vida.
Amém.

Frei João José Pedreira de Castro, OFM.

As Sete Dores de Maria Santíssima

Em revelações à Santa Brígida, Nossa Senhora prometeu conceder Sete Graças a quem rezar, todos os dias, Sete Ave-Marias em honra das suas Dores e Lágrimas. Com aprovação Eclesiástica
Eis as Promessas: Porei a paz em suas Famílias.Serão iluminados sobre os Divinos Mistérios.Consolá-los-ei em suas penas e acompanhá-los-ei nas suas aflições.Conceder-lhes-ei tudo o que me peçam contanto que não se oponha à vontade adorável do Meu Divino Filho e à santificação das suas almas.Defendê-los-ei nos combates espirituais contra o inimigo infernal e protegê-los-ei em todos os instantes da vida.Obtive do Meu Filho que, os que propaguem esta devoção (às minhas lágrimas e Dores) sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois ser-lhes-ão apagados todos os seus pecados e o Meu Filho e Eu seremos a sua eterna consolação e alegria.
Oração Inicial: Virgem dolorosíssima, seríamos ingratos, se não nos esforçássemos em promover a memória e o culto de vossas dores, vosso Divino Filho …