Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

A natureza da fé

A senhora leu com muita atenção certo post scriptum do nosso catecismo e pede-me para escrever-lhe uma carta respondendo a uma pergunta: «o que é, pois, a Fé?»A pergunta é curta, a resposta será longa. Vou lhe escrever uma carta, duas cartas, três cartas e talvez até mais. Sem mais demora, entro no assunto. A senhora tem filhos amáveis e amados que Deus lhe deu; e é por causa deles que me pergunta: o que é a Fé? Responderei; e precisamente por eles encontrarei um meio fácil de dizer o que é a Fé. Note bem: a senhora conhece seus filhos, e sabe que eles são seu filhos, mas a posição deles em relação à senhora não é exatamente a mesma. Pois, se é verdade que eles a conhecem, é preciso convir que eles não têm outro remédio senão acreditar que a senhora é mãe deles. Digo que eles têm de acreditar porque nunca terão a prova de visu deste fato. Foi a senhora quem lhes disse e no que ouviram, creram: eles o receberam com uma confiança perfeita, quase se poderia dizer, cega; pois se uma outra mu…

Poema sobre a conversão

Procuremos uma vida nova, um jeito novo de ser e de pensar. Procuremos ser melhores em tudo; toda essa mudança passa por Jesus que sabe o que é melhor para nós. Não perca tempo!!!
E eu dizia: Como te colocarei entre os filhos? Eu te darei uma terra agradável, a herança mais preciosa das nações. E eu dizia: Vós me chamareis "Meu Pai", e não vos afastareis de mim. Mas como uma mulher que trai o seu companheiro, assim vós me traístes, casa de Israel, oráculo de Iahweh. Um grito foi ouvido sobre os cumes: as lágrimas e as súplicas dos filhos de Israel; porque perverteram o seu caminho, esqueceram Iahweh, o seu Deus. — Voltai, filhos rebeldes, eu vos curarei de vossas rebeliões! — Eis que voltamos a ti, pois tu és Iahweh, nosso Deus. Na verdade, são mentirosas as colinas e o tumulto das montanhas. Na verdade, em Iahweh nosso Deus, está a salvação de Israel. A vergonha devorou o fruto do trabalho de nossos pais desde a nossa juventude: as suas ovelhas, as suas vacas, os seus filhos…

Meditação sobre os Mistérios Gozosos

MISTÉRIOS GOZOSOS (segunda-feira e sábado)
Primeiro Mistério A Anunciação do Anjo à Virgem Maria Maria disse ao anjo: «Como será isso se eu não conheço homem?». O anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo estenderá sobre ti a Sua sombra. Por isso mesmo é que o Santo que vai nascer há--de chamar-se filho de Deus… porque nada é impossível a Deus». Maria disse então: «Eis a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra» (Lc 1,34-35.38). A entrega de Maria representa o modelo radical da confiança em Deus, como a criança se lança incondicio-nalmente nos braços de seu pai.
Confiar é estar seguro das boas intenções e da rectidão de alguém, na certeza de não ser desiludido. Ao contrário, rodeados de pessoas em quem não podemos confiar, sentimo-nos incapazes de qualquer relação mais íntima. Num mundo de insegurança e delinquência, recomendamos às crianças e aos adolescentes a maior prudência com os desconhecidos. Mesmo assim, é preciso ensinar-lhes a co…

São Luís de Montfort: o Apóstolo da Cruz

http://www.montfort.org.br
Por Ivone Fedeli, Montfort.org.br
Luís Maria Grignon, de Montfort, nasceu e viveu na França do século XVII. Numa França impregnada pela doutrina jansenista, a qual, crendo na predestinação, apresentava aos fiéis um Deus tirânico e sem misericórdia. Diante do qual o homem só podia temer e tremer. Uma doutrina que, a pretexto do respeito pela Eucaristia, afastava as almas da comunhão. Que a pretexto de não ofuscar a glória de Deus, distanciava os homens da Mãe de Deus. Os defensores dessa heresia serão os mais cruéis perseguidores de Montfort, e ele será um de seus maiores inimigos .Desde o seminário, sua piedade, seu zelo e suas penitências suscitam contra ele invejas e inimizades. Ordenado aos vinte e sete anos, seu superior o envia para Nantes, onde passa a viver em uma comunidade sacerdotal, da qual todos os membros serão condenados mais tarde como jansenistas, morrendo impenitentes. Era natural que São Luís se opusesse a tal ambiente, tendo manifestado seu des…

Oração de benção por intercessão de alguém

(Obs: Esta oração deve ser feita como Novena, em favor de uma pessoa que tenha amarras espirituais porque outras pessoas guardam mágoas dela. Onde houver "..." falar o nome da pessoa por quem está fazendo a novena)

Senhor, a Tua Palavra diz que, em Teu nome, devo abençoar as pessoas: as que amo, aquelas que ainda não consigo amar, e aquelas pelas quais o Senhor me pede para interceder.
Eu sei, Jesus, que a benção é fruto do Teu amor dentro de mim e agindo através de mim. Por isso, eu agora Te peço: enche o meu coração com o Teu amor para que todas estas pessoas sejam atingidas, agora por Teu amor. (Medite um instante).
Sim, Senhor, creio que neste momento o Teu amor está me plenificando, e com este amor posso agora abençoar: Senhor, que a Tua benção, durante esta novena, restaure o coração do(a)... e o(a) encah de amor e paz, e todos os bens que Te agrade a ele(a) conceder.
Em nome do(a)... eu abençoo todas as pessoas que dele(a) guardaram rancor e mágoa, e também as perdoo por …

A igreja durante a tormenta

I São Gregório Magno, em seus luminosos comentários de Jó, penetra profundamente em toda a história da Igreja, visivelmente animado do mesmo espírito profético espalhado nas Escrituras. Ele contempla a Igreja, no fim dos tempos, sob a figura de Jó humilhado e sofredor, exposto às insinuações pérfidas de sua mulher e às críticas amargas de seus amigos; Jó, diante de quem, outrora, os anciãos se levantavam e os príncipes faziam silêncio! A Igreja, disse muitas vezes o grande Papa, no fim de sua peregrinação terrestre, será privada de todo poder temporal; procurarão tirar-lhe todo ponto de apoio sobre a terra. Vai mais longe ainda, declara que ela será despojada do próprio brilho que provém dos dons sobrenaturais. "O poder dos milagres, diz ele, será retirado, a graça das curas arrebatada, a profecia desaparecerá, o dom de uma grande abstinência será diminuído, os ensinamentos da doutrina se calarão, os prodígios milagrosos cessarão. Isto não quer dizer que não haverá mais nada diss…

Novena de Pe. Pio de Pietrelcina

PRIMEIRO DIA Amado São Pio de Pietrelcina, você carregou em seu corpo os sinais da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo. Você levou a Cruz para todo o mundo, enquanto agüentava os sofrimentos físicos e morais que flagelavam sua alma e seu corpo em um martírio contínuo. Nós lhe imploramos, por favor, reze a Deus por nós, assim cada um de nós poderá aceitar as pequenas e as grandes Cruzes da vida, e todo o mundo poderá transformar o sofrimento individual em vínculo seguro que nos liga à Vida Eterna. "
"É uma grande vantagem conformar-se aos sofrimentos que Jesus enviará a você. Jesus, que não suporta ver que você sofre, virá socorrê-lo e lhe confortar, enquanto infunde uma coragem nova em sua alma." Padre Pio. Rezar a Oração do Sagrado Coração de Jesus. (ver mais abaixo)
SEGUNDO DIA São Pio de Pietrelcina, que está junto de Nosso Deus Jesus, você soube resistir às tentações do maligno. Você sofreu os golpes e a opressão do endiabrado do inferno que quis induzi-lo a abandona…

Três contrariedades e duas reações

Se pensarmos um pouco, analisando o que se passa conosco, perceberemos que costumamos padecer de três tipos de contrariedades e que, em face delas, temos dois tipos de reações.Existem as contrariedades provocadas pelos outros: eles têm aqueles modos desagradáveis de falar, de olhar ou não olhar, de retrucar ou não responder, de esquecer ou estar lembrando-nos certas coisas a toda a hora, de dirigir carro – dirigir? –, de se atrasar, de impor... Existem depois as contrariedades procedentes de nós mesmos: “Não me agüento, voltei a deixar a chave de casa no escritório!”, “Por que sempre gaguejo ao falar na sala de aula?”, “Não consigo contar uma piada que faça rir a ninguém!” E, por último, as que decorrem das circunstâncias: “Já faz sete meses que estou sem emprego!”, “Desde que apanhei aquela bronquite, nunca mais deixei de tossir!”, “Justamente quando fui tirar férias, veio aquela frente fria estacionária e não parou mais de chover!” De fato, quase todas as contrariedades se enquadram e…

Silêncio diante de Deus

Silêncio, alma dessa Palavra de Deus, de que o Homem vive e se alimenta. Sombra dessa
voz, que nos chama, para a presença silenciosa e fecunda do amor. O silêncio é a
homenagem que a Palavra presta ao Espírito!
Caríssimos irmãos: O silêncio é, na verdade, uma virtude fundadora, que permite ao
Homem cair em si para ouvir o essencial, para se inclinar à voz discreta do Espírito
Santo, seu Mestre interior! Também Jesus foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto.
E nós somos chamados com ele, ao mesmo silêncio. «Confia tranquilo no Senhor», «em
silêncio, abandona-te ao Senhor» (Sal.37,7) – apela o Salmista.
Comecemos, desde já, por fazer, provocar e oferecer esse silêncio na celebração da
Eucaristia.
Façamos o silêncio “necessário para o recolhimento, a interiorização, a oração interior. Não é vazio, ausência, mas antes presença, receptividade, reacção perante Deus que nos fala, aqui e agora, e actua para nós”(CCDDS, Sugestões 28). Deste modo, corresponderemos ao desafio final e essencial da Igre…

Modéstia, como as mulheres devem se portar?

A boca e o coração

Quantas coisas não se podem dizer da língua, das suas elevações e abismos, das suas contradições! Basta respigar por cima, como acabamos de fazer, na Sagrada Escritura, para dar razão ao sentido pesar com que São Tiago escreve: Com ela [com a língua] bendizemos o Senhor nosso Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. De uma mesma boca procedem a bênção e a maldição. Não convém, meus irmãos, que seja assim! Porventura lançauma fonte por uma mesma bica água doce e água amarga? Acaso, meus irmãos, pode a figueira dar azeitonas ou a videira dar figos? (Tg 3, 9-12).São palavras bem sentidas do Apóstolo, que apontam – falando sempre com imagens plásticas, como Jesus – diretamente para a “fonte”, para a raiz de onde brotam os bons e os maus influxos da língua. Trazem à memória os ensinamentos de Cristo: Uma árvore boa não dá frutos maus, uma árvore má não dá bom fruto, porquanto cada árvore se conhece pelo seu fruto. Não se colhem figos dos espinheiros, nem se apanha…

Stabat Mater

Estava a Mãe dolorosa Junto da Cruz, lacrimosa, Da qual pendia o seu Filho.  Banhada em pranto amoroso, Neste transe doloroso, A dor lhe rasgava o peito.
ó quão triste e quão aflita Se encontrava a Mãe bendita, Chorando o seu Unigénito.
Estava triste e sofria Ë porque ela mesma via As dores do Filho amado.
Quem não chora, vendo isto, Contemplando a Mãe do Cristo Em tão grande sofrimento?
Quem não se contristaria Vendo a Mãe de Deus, Maria, Padecendo com seu Filho?
Por culpa de sua gente Viu a Jesus inocente Cruelmente flagelado.
Viu seu Pilho muito amado, Que morria abandonado Entregando o Seu espírito.
Dá-me, ó Mãe, fonte de amor, Que eu sinta a força da dor, Para que eu chore contigo.
Faze arder meu coração Do Cristo Deus na paixão, Para que eu sofra com Ele.
Minha Mãe, ó dá-me isto: Trazer as chagas do Cristo Gravadas no coração.
Do teu Filho as feridas, Para meu perdão sofridas, Vem reparti-las comigo.

A vida de Santo Antônio

Fazer tudo com Maria

“Et applicabuntur gentes multae ad Dominum in die illa et erunt ei in populum. Et habitabo in medio tui, et scies quia Dominus exercituummisit me ad te”. (Zc 2,15)
Há quase quatro séculos Nossa Senhora de Guadalupe é honrada como Padroeira milagrosa do México. Sua devoção espalhou-se por toda a América Latina, de que foi enfim, proclamada Padroeira principal.
Durante a Advento, o Senhor nos ordena, repetidamente, que preparemos o caminho para Ele. E nós sabemos que Ele está nos mandando abrir uma estrada no deserto, rebaixar todos os montes, aplainar todos os cimos, nivelar as escapas a aterrar os vales (cf. Is 40, 3-4). Mas como, exatamente, fazer isto?
Bem, basta olharmos o exemplo de Maria, aquela que pode ser considerada como expert em preparar o caminho para o Senhor, porque concebeu e deu à luz Jesus. Ela preparou o caminho do Senhor através:
1. Da obediência, e disse; “Ecce ancilla Domini; fiat mihi secundum verbum tuum”. (Lc 1, 38)
2. Da evangelização: “Exsurgens autem Maria in die…

O coração da Mãe de Jesus

Por Frei Almir R. Guimarães, OFM.
Ontem celebrávamos a solenidade do Coração fissurado de Jesus e hoje temos diante de nossos olhos a figura de sua Mãe da qual contemplamos o Imaculado Coração. Desde nossa infância aprendemos a ter um carinho todo especial para com a Virgem transparente, aquela que, ao entrar nesse mundo foi preservada da desordem do pecado e que, terminados os seus dias mortais, foi assumida em corpo e alma na gloria.

Menina moça, seu coração experimentou alegria quando do nascimento de seu menino, desse dom que lhe foi dado pela bondade do Altíssimo. O Senhor havia olhado para sua humildade. E agora lá estava o Menino das Palhas. Quantos pensamentos em seu coração!!! O que seria dessa criança? Alegria de um coração de mulher mãe e apreensão a respeito do futuro desse que havia sido modelado na pobreza dessa serva e na transparência de seu coração.
A Maria se aplicam as palavras de Isaías na primeira leitura desta liturgia: “ Exulto de alegria no Senhor e minha alma se …