Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

AS FORMAS DE ORAÇÃO

1. Introdução
O Espírito Santo indica o objetivo da oração e como se deve orar. Ele sonda as profundezas de Deus, toma as coisas de Cristo e as revela. O Espírito é Deus, comunhão com Deus Pai e Deus Filho, e os três são um só Deus. Ele é o poder que opera em todos. Ele é quem une os corações em oração. A oração pode acontecer de diversas formas, de acordo com as intenções, sentimentos e necessidades do orante e, também, com as moções do Espírito Santo.
2. A oração de louvor
O louvor exprime uma relação fundamental do homem com Deus. O louvor reconhece que Deus é Deus! “Canta-o pelo que Ele mesmo é, dá-lhe glória, mais do que pelo que Ele faz, por aquilo que Ele É. Participa da bem-aventurança dos corações puros que o amam na fé antes de o verem na Glória. Por ela, o Espírito se associa ao nosso espírito para atestar que somos filhos de Deus, dando testemunho do Filho único em quem somos adotados e por quem glorificamos o Pai. O louvor integra as outras formas de oração e as leva Àquele q…

Explicação sobre a Páscoa

Trabalhar em teu nome

SENHOR, que és o céu e a terra, que és a vida
e a morte! O sol és tu e a lua és tu e o vento és tu! Tu és os nossos corpos e as nossas almas e o nosso amor és tu também. Onde nada está tu habitas e onde tudo está – (o teu templo) – eis o teu corpo.
Dá-me alma para te servir e alma para te amar.
Dá-me vista para te ver sempre no céu e na
terra, ouvidos para te ouvir no vento e no mar, e mãos para trabalhar em teu nome.
Torna-me puro como a água e alto como o céu.
Que não haja lamas nas estradas dos meus
pensamentos nem folhas mortas nas lagoas
dos meus propósitos. Faze com que eu saiba
amar os outros como irmãos e servir-te como a um pai. [...]
Minha vida seja digna da tua presença. Meu
corpo seja digno da terra, tua cama. Minha
alma possa aparecer diante de ti como um filho que volta ao lar.
Torna-me grande como o sol, para que eu te
possa adorar em mim; e torna-me puro como a lua, para que eu possa te rezar em mim; e
torna-me claro como o dia para que eu te
possa ver sempre em mim e rezar-te e adora…

Sobre o Lava pés! - Pe. Paulo Ricardo

Jesus, por saber que havia chegado a Sua hora de voltar para o Pai e que este era o momento do supremo amor, pois Ele mesmo "tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim" (cf. Jo 13,1), durante a Santa Ceia lavou os pés dos discípulos e instituiu a Eucaristia.

A Igreja, com o mesmo amor de Jesus pelos homens, celebra na Quinta-feira Santa o mistério da instituição da Eucaristia e realiza novamente a cerimônia dos lava-pés. Para entender o que significa esse belo sinal de Cristo, precisamos voltar ao tempo e entender a cultura judaica. Todo aquele que se sentava à mesa, tinha que passar pelo rito da purificação exterior, caracterizado pelo ato de lavar-se. Normalmente esse gesto era realizado pelos servos.

Pedro

Dois sentimentos precipuamente se devem formar em nós à medida que se nos desenvolve aos olhos a dolorosa Paixão de Jesus. A humildade primeiramente: se assim se trata a lenha verde, que se há de fazer da lenha seca? Esta comparação não nos deveria abandonar. Em seguida a confiança: os meus pecados já estão lavados; a parte mais pesada da expiação está feita, eu só tenho que me aplicar o preço deste Sangue, sei onde e como. Finalmente, cumpre ajuntar esse pensamento de consolação, amarga sem dúvida, porém real: como ocupei a atenção de Jesus durante os Seus padecimentos! Como devo ter estado presente à Sua agonia do Coração, às Suas torturas do Corpo! E então, por uma conseqüência natural, acrescentaremos: como deve Ele estar agora presente a todas as minhas dores! De fato, não há doravante sofrimento algum da nossa vida que não possamos vir embeber no oceano da Paixão. A onda das nossas dores encontrará aí uma onda semelhante: o sangue tocará o Sangue. Fasciculus myrrhae inter ubera meaco…

Oficio da Imaculada Conceição

Via Sacra - Irmã Kelly Patrícia

Mistérios da Dor

Os Evangelhos dão grande relevo aos mistérios da dor de Cristo. A piedade cristã desde sempre, especialmente na Quaresma, através do exercício da Via Sacra, deteve-se em cada um dos momentos da Paixão, intuindo que aqui está o ápice da revelação do amor e a fonte da nossa salvação. O Rosário escolhe alguns momentos da Paixão, induzindo o orante a fixar neles o olhar do coração e a revivê-los. O itinerário meditativo abre-se com o Getsémani, onde Cristo vive um momento de particular angústia perante a vontade do Pai, contra a qual a debilidade da carne seria tentada a revoltar-se. Ali Cristo põe-Se no lugar de todas as tentações da humanidade, e diante de todos os seus pecados, para dizer ao Pai: « Não se faça a minha vontade, mas a Tua » (Lc 22, 42 e par). Este seu “sim” muda o “não” dos pais no Éden. E o quanto Lhe deverá custar esta adesão à vontade do Pai, emerge dos mistérios seguintes, nos quais, com a flagelação, a coroação de espinhos, a subida ao Calvário, a morte na cruz, Ele…

Não coloque regras para se aproximar de Deus

As três parábolas da misericórdia
Que ao ler essas três passagens, que o amor de Deus invada seu coração de uma foram diferente, não coloque regras para se aproximar de Deus, apenas se entregue, se abandone... Que possamos meditar nessas leituras e tentar entender esse amor incondicional de Deus por cada um de nós, mesmo quando estamos perdidos.
Todos os publicanos e pecadores estavam se aproximando para ouvi-lo. Os fariseus e os escribas, porém, murmuravam: "Esse homem recebe os pecadores e come com eles!" 3Contou-lhes, então, esta parábola:

A ovelha perdida — "Qual de vós, tendo cem ovelhas e perder uma, não abandona as noventa e nove no deserto e vai em busca daquela que se perdeu, até encontrá-la? E achando-a, alegre a coloca sobre os ombros e, de volta para casa, convoca os amigos e os vizinhos, dizendo-lhes: 'Alegrai-vos comigo, porque encontrei a minha ovelha perdida!' Eu vos digo que do mesmo modo haverá mais alegria no céu por um só pecador que se arrepe…

Apelos de amor perdidos

Antes de entrar em Jerusalém, no primeiro dia da Semana Santa, Jesus, detendo-se na ladeira do monte das Oliveiras, contemplou o espetáculo da Cidade Santa brilhando ao sol do amanhecer. Uma golfada de dor invadiu-lhe a alma, e seus discípulos viram cintilar lágrimas sobre a sua face: Contemplou Jerusalém – diz São Lucas – e chorou sobre ela (Lc 19, 41).Detenhamo-nos sobre essas lágrimas, pois elas nos falam. O Evangelho dá-nos todos os elementos para que possamos saber qual foi a sua causa e a sua significação. É certo que Jesus chorou naquela hora prevendo a destruição de Jerusalém, que no ano 70 seria arrasada pelas milícias romanas de Tito; mas não foi essa destruição – virão sobre ti dias em que os teus inimigos [...] te destruirão a ti e aos teus filhos (Lc 19, 43-44) – a razão principal das lágrimas de Jesus. É também verdade que Cristo sentiu uma dor profunda pela dureza de coração dos habitantes da Cidade Santa, que o haviam rejeitado e, naquela mesma semana, o arrastariam par…

A palavra a ser guardada

Por Frei Almir R. Guimarães, OFM
Arde dentro de cada um de nós o desejo de viver. Somos seres que tememos a morte, feitos que somos para a vida e a vida em plenitude. Desde os primeiros tempos em que andamos no seguimento do Senhor fomos nos dando conta que Jesus se nos apresentava como vida, aquele que dá a vida, que é caminho, verdade e vida, que é pão da vida, que veio nos trazer a vida em abundância, que chora a morte de Lázaro e diz que a menina que havia morrido apenas dormia. Ele esteve diante do mistério da morte de muitas pessoas segundo os relatos evangélicos. Quando o momento era propício ele colocava o sinal da reanimação de alguém que estava morto. Tudo apontava para sua paixão, morte e ressurreição.
Estamos nos aproximando da festa da Páscoa. Mais uma vez mergulharemos no mistério da ressurreição do Senhor. Jesus não queria a morte. Viu-se diante da necessidade de acolhê-la como se acolhe o negativo da vida. Não murmurou contra a eventualidade de morrer mesmo injustamente.…

Terço das Dores

Oração Inicial: "Virgem Dolorosíssima , seríamos ingratos se não nos esforçássemos em promover a memória e o culto de Vossas Dores. Vosso Divino Filho tem vinculado à Devoção de Vossas dores, particulares graças para uma sincera penitência , oportunos auxílios, e socorros em todas as necessidades e perigos. Alcançai-nos ,Senhora, de Vosso Divino Filho, pelos méritos de Vossas Dores e Lágrimas, a Graça...(pede-se a graça). Amém.
Nas três primeiras contas:
"Pai Nosso, 3 Ave-Marias , Glória Contempla-se os mistérios SETE MISTÉRIOS. (Dores de Nossa Senhora na terra). 1º A espada a transpassar a Alma- Conforme a profecia do Velho Simeão, no Templo. Ó Magoada Senhora e Mãe Querida das Dores, vejo-vos com trêmulos braços apresentar o Vosso Filhinho, aos braços de Simeão, e em retorno , ouço este Santo velho dizer-Vos: "- A Tua Alma será Transpassada por uma grande Dor aguda!" Já começa a cumprir-se a profecia, por que ao ouvirdes estas palavras começais a sentir já a primeira la…
QUAL DEVE SER A POSIÇÃO DAQUELES QUE VIVEM PARA DEUS EM RELAÇÃO AO MUNDO?

A palavra é clara ao se referir ao nosso posicionamento em relação ao mundo – “já estais mortos”. Aqui não há lugar para dúvida, é fato comprovado pelo IML espiritual. Essa é uma linguagem usada para mostrar que não há mais como viver uma vida de duplicidade. Ou é Deus ou
é o mundo. Nesse caso é morte para o mundo e vida para Deus. Portanto é de nossa inteira responsabilidade olhar e cumprir o verso cinco: “mortificai, pois os vossos membros que estão sobre a terra”. Os membros do corpo continuam vivos, continuam tendo suas necessidades, mas cabe a nós administrar tudo isso fazendo o que é bom e rejeitando o que é mau. O que devemos rejeitar?
· A prostituição (adultério, fornicação, homossexualidade, lesbianismo, relação sexual com
animais etc.),
· A impureza (no sentido moral: impureza proveniente de desejos sexuais, luxuria, vida devassa),
· O apetite desordenado (lascívia, sensualidade. Ex. roupa que dão forma exata…

A santa consagração

"Algumas frases do Papa Francisco"

“Somente alguém que tenha encontrado a misericórdia, que tenha sido agraciado com a ternura da misericórdia, está feliz e em paz com Deus”                          (Cardeal Bergoglio em 2001).
“Eu peço aos teólogos presentes que não me enviem ao Santo Ofício ou à inquisição; no entanto, forçando um pouco as coisas, ouso dizer que o lugar privilegiado do encontro é a bondade da misericórdia de Cristo sobre meus pecados.”                     (Cardeal Bergoglio)
“Temos de evitar a doença espiritual de uma Igreja autorreferente”.              (Cardeal Bergoglio)
“A verdade é que, quando se sai às ruas, como fazem todos os homens e mulheres, acidentes acontecem. No entanto, se a Igreja se fechar em si mesma, se torna ultrapassada. Entre uma Igreja que sofre acidentes lá fora e outra adoecida pela autorreferência, não tenho dúvidas em preferir a primeira.”                           (Cardeal Bergoglio)
“Vós sabeis que o dever do Conclave era dar um Bispo a Roma. Parece que os meus irmãos Cardeai…